Última matéria enviada em 18/06/2019 - Matéria acessada: 390 vezes
Inscrições abertas para o VIII Concurso de Qualidade do Café Conilon

Começam na Prefeitura as inscrições para “VIII Concurso de Qualidade do Café Conilon”

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Semder) começou ontem a fazer as inscrições dos produtores rurais do município, interessados em participar do VIII Concurso de Qualidade de Café Conilon de Colatina. Até no dia 31 de julho, eles podem se inscrever nas duas categorias, previstas pelo regulamento do evento.

O Concurso está sendo promovido pela Prefeitura, com o objetivo de premiar os produtores, como um reconhecimento e incentivo à produção de café Conilon de qualidade no município, com a aplicação de práticas sustentáveis e de melhoria do processamento “pós-colheita” do café, visando a conquista de um mercado diferenciado, agregando valor à produção e gerando qualidade de vida no campo.

Para a  “Amostra Individual”, o produtor participante deve apresentar no ato da inscrição o número da Inscrição Estadual (IE) de produtor, atualizado (poderão ser participantes pessoas jurídicas que possuam Nota Fiscal de Produtor). Cada produtor poderá concorrer com apenas uma (1) amostra de café (1 lote) e o lote apresentado para avaliação não poderá ser dividido entre os participantes.

A entrega das amostras também deve ser feita no período da inscrição (de ontem até 31 de julho). A avaliação e a classificação serão realizadas no período de 31 de julho a 30 de agosto de 2019. As amostras classificadas deverão ter um lote mínimo de 10 sacas de café Conilon beneficiado.

Também podem participar as associações, as cooperativas e as organizações. As Associações de Produtores Rurais têm que ter como sede o município de Colatina. Os participantes devem apresentar no ato da inscrição a ata de fundação e eleição da atual diretoria. As associações devem concorrer com o mínimo cinco “Amostras Individuais”. As associações que tiverem mais de cinco participantes do concurso devem apresentar a amostra de todos os participantes até o limite de 10. 

Cada participante deverá apresentar mais uma Amostra de um (1) quilo de café referente a amostra da Associação. Esta amostra (simples) será misturada com as demais amostras dos outros participantes pela Comissão Organizadora, da qual será retirada a amostra final da Associação (Amostra composta). A “Amostra Coletiva” será retirada em volume igual às “Amostras Individuais” (um quilo). Será observada a guarda do lote mínimo de 10 sacas dos componentes participantes da Amostra Coletiva.

A inscrição e a entrega das amostras devem ser feitas no mesmo período (de ontem até  31 de julho). A avaliação e a classificação serão realizadas no período de 31 de julho a 30 de agosto de 2019. As amostras classificadas deverão ter um lote mínimo de 10 sacas de café beneficiado. A avaliação e a classificação serão realizadas no período de 31 de julho a 30 de agosto de 2019.

Seleção e classificação das amostras

As amostras serão selecionadas e classificadas divididas em duas categorias, Via Seca (café natural) e Via Úmida (café lavado e selecionado por Via Úmida e descascado), sob nove critérios. O teor de umidade tem que ser na faixa de 11% a 13%. Serão avaliadas todas as amostras “Bica Corrida Tipo 07 para Menor”. As condições de bebida serão avaliadas por casa de prova reconhecida e parceira do “Programa de Qualidade do Café”.

A pontuação será apresentada pelo classificador das amostras. Não será aceita, no ato da inscrição, amostra maquinada para o Concurso de Qualidade do Café. A quantidade do café para a fase de inscrição será de um (1) quilo individual e um (1) quilo para a associação, totalizando dois (2) quilos. Também, de todas as amostras de café Conilon, serão classificadas as 10 melhores que passarão por uma nova coleta no lote representativo, feita pela comissão técnica do concurso.

O lote da amostra deverá permanecer na propriedade ou em local definido na inscrição até o final do concurso. A amostra de um (1) quilo apresentada será identificada, e dividida em dois (2), sendo meio (0,5) quilo enviado para análise, e o restante ficará de posse da Comissão Organizadora, julgamento de contra prova no caso de classificação.

Os critérios de classificação final (observações na visita na propriedade) serão as condições de manejo da propriedade, condução administrativa da propriedade (planilha de custo), captação de água para irrigação (direta, barragem, poço), tipo de irrigação (não irriga, localizada fixa, aspersão, microaspersão, gotejamento, canhão), beneficiamento (terreiro, estufa, secador fogo direto, secador fogo indireto), equipamentos licenciados, destino dos resíduos oriundos do beneficiamento e domésticos, uso de agrotóxico (armazenamento, equipamento de proteção) e propriedade já estar inscrita no CAR (Cadastro Ambiental Rural).

Resultado e premiação

O resultado será apresentado em reunião extraordinária do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) no dia 2 de setembro. Serão premiados os dez primeiros colocados na categoria “Amostra Individual”. Para as organizações participantes com “Amostra Coletiva” será premiada a de melhor resultado.

Na Amostra Individual, do 1º ao 3º lugares, a premiação será de R$ 2 mil, R$ 1.500,00 e R$ 500, respectivamente. Do 4º ao 6º lugares, será de R$ 400 cada. E do 7º ao 10º lugares será de R$ 200. Para o melhor entre as Associações de Produtores será R$ 1 mil.

O montante de café (prova das amostras iniciais, mais contra prova coletada pela Comissão Avaliadora, ao final do concurso será pesado e ficará sob a guarda de um dos parceiros participantes da Comissão até a próxima edição do Concurso de qualidade, em 2020, quando será definido seu uso para custeio de despesas do Concurso ou pagamento de premiação.

Colatina

Colatina está entre os 14 municípios capixabas maiores produtores de café Conilon. A variedade faz do Espírito Santo o responsável por aproximadamente 80% da produção nacional e referências brasileira e também mundial. É a principal fonte de renda em 80% das propriedades rurais capixabas localizadas em terras quentes.

O café é responsável por 35% do PIB (Produto Interno Bruto) Agrícola. São 40 mil propriedades rurais em 63 municípios, com 78 famílias produtoras. A produtividade evoluiu muito nos últimos 25 anos, graças às tecnologias desenvolvidas pelo Incaper (Instituto Capixaba de Pesquisa e Extensão Rural), em parceria com diversas instituições. 

Fonte: Prefeitura Municipal de Colatina.

 
Seja o primeiro a comentar esta matéria!
 



ENVIE ESTA MATÉRIA PARA SEUS AMIGOS...
 
Últimas da coluna Colatina
17/09/2019

17/09/2019

03/09/2019

21/08/2019

15/08/2019

07/08/2019

06/08/2019

18/06/2019

18/06/2019

07/06/2019


Últimas Notícias
17/09/2019

17/09/2019

03/09/2019

21/08/2019

15/08/2019

 
_________________________________________________________________________________________________________________________________